10.5.07

Pensamentos perpendiculares

Tenho pensamentos perpendiculares entre si... tocam-se muitas vezes - mas nunca se alinham. Compro esquadros e réguas, mas nunca encontro o lápis certo.

Tenho uma vida a 16 cores - todas distintas entre si, mas poucas para me contentar. Já não sei se faço upgrade ou compro tudo de novo.

Tenho um fio no pescoço, que me adorna o corpo e enforca a alma. Sempre que penso em tirá-lo, todos me dizem que estou bem melhor assim.

Sou perfeito... demasiado perfeito. Sou perfeito para ter ar irreverente mas conformar-me sempre. Sou exemplar na forma como critico mas sigo o caminho à mesma.

Anseio liberdades novas. Tenho cadernos e folhas cheias de mapas mentais e reais, e todos os dias preparo viagens rumo ao desconhecido. E todos os dias arrumo novamente os mapas na caixa, para que não apanhem pó.

Aqui afirmo que sou independente. Aqui assumo a minha individualidade. Mas também aqui espero o telefone tocar, na esperança que finalmente hoje alguém queira falar comigo - não conversar, mas falar...

Estou aqui. E, no entanto, acho que nunca me senti tão longe.

R.

p.s. inicialmente "oferecido" como comentário no blog tenho dias

2 comentários:

monikyta disse...

lol...
tenho um apreço especial por estes posts inicialmente oferecidos a "mim"...

obrigada

ps: fazes mais estando longe, q muitos estando perto

angel_of _dust disse...

a inspiração tem destas coisas... é estimulada pelas mais diversas coisas: uma fotografia, uma frase, um texto, um desabafo... uma ideia, uma pena da alma.

o que faço é sempre perto - pois aqui as distâncias encurtam-se, e os anjos convivem lado-a-lado.