28.1.09

Os maus alunos

Estes (maus?) alunos têm sinais no queixo, na barriga... ou mesmo secretos. Têm sardas ou cicatrizes. Vestem-se de forma extravagante. E sorriem. Ou enfurecem-se.

Estes (bons?) alunos podem ser teimosos. Ou revoltados. Como os relógios, nunca param - mesmo sem pilha. Mas às vezes vão enchendo até rebentar. Como os balões. Procuram no espelho uma resposta às suas inquietações. Mandam mensagens de telemóvel. E habituam-se a não ver caras - mas será que vêem corações? Grafitam paredes, deixam a sua marca para a posteridade. Já não anseiam um futuro brilhante - apenas um presente marcante. E tomam opções. Todos os dias. Acender ou não o fósforo. Sentir o calor da chama. Ou ficar ao relento. Coleccionam conchas, breves recordações de ilhas onde nunca foram. E onde nem sequer esperam ir. Preferem-nas imaginadas. Ouvem música. Têm playstations. Inventam um mundo sem barreiras - sem amarras. Mas sem porto seguro onde repousar. Aventuram-se numa noite que não conhecem. Mas não levam lanterna - preferem viajar leves.

Estes alunos, bons ou maus, querem ultrapassar as grades que se lhes deparam. As grades da escola, onde não querem estar. As grades das cidades, que lhes fecham as saídas. As grades da sua própria vida, que querem vencer. Mas não lhes apetece subir. Tentam sempre, sempre, saltar num só impulso. Inevitavelmente, muitos caiem. E assim é feita a selecção (natural?). Novas grades. Novos alunos. Sempre a tentar chegar lá a cima. Mesmo sem saber o que do outro lado os espera.

coro dos maus alunos. estreia 16 abril

R.

2 comentários:

Monikyta disse...

tnh pena de n ser [má] aluna... ;)

boas lições!

bj meu

angel_of _dust disse...

monikyta: não te preocupes... ficas como boa (aluna) ;)

"resta-te" seres uma mãe dividida entre as ilusões de juventude e um micoondas ;) ;)