18.4.06

Faz-me um favor

- Olha...
- Sim?
- Podes fazer-me um favor?
- Depende do favor (ri)... É difícil?
- Uhmm, não sei. Tu me dirás. Mas, realmente, pode ser difícil.
- E tem de ser feito já?
- Sim, é imperativo que me faças esse favor agora.
- Mas estou um pouco ocupado... Não pode ser amanhã?
- Amanhã já não preciso. É urgente.
- Epá, se tem mesmo de ser.
- Não tem. Se não puderes, ou não te apetecer, eu percebo.
- Não, não... vá lá, diz que eu faço.
- Não podes estar contrariado. Assim, não dá.
- Mas acredita que não estou contrariado. Farei o favor com todo o gosto. Isto é, se fôr capaz.
- Sim, és capaz; se quiseres. Aliás, és o único que me pode fazer esse favor.
- Bem, estou a ver que é algo importante. Assim sendo, será uma honra... diz.

...

- Uhmm... bem... beijas-me?

...

- Tinhas razão... é um favor difícil. Mas sempre gostei de desafios! (ri muito)

R.

6 comentários:

Mel disse...

:)

angel_of _dust disse...

que sorriso é esse?

mitro disse...

Também gosto de beijos! E de abraços...
E de muitas outras coisas...

Mel disse...

é um sorriso :)

angel_of _dust disse...

Mitro: pois bem, anjo amigo... junta-te a nós, e troquemos os beijos e abraços!

Mel: um sorriso nunca é apenas um sorriso... há sempre qualquer coisa por detrás ;)

polegar disse...

sorriso grande e enternecido